Ações cidadãs marcam o Centro Histórico de Salvador

Ações cidadãs marcam o Centro Histórico de Salvador

177
0
centro

Além de ter restaurantes, shows e roteiros para turistas e entretenimento, o Centro Histórico de Salvador (CHS) reúne as características das comunidades urbana do país.

Padarias, farmácias, bancos, lotéricas, armazéns, lanchonetes, policiais e outros atributos estão presentes no local, que também tem recebido projetos e parcerias que emocionam pela civilidade e solidariedade. Um dos exemplos é a Polícia Militar da Bahia (PMBA) com o 18º Batalhão, localizado na Rua do Bispo, nº 33. “Além de promover a segurança pública, a PM é colaboradora de diversas entidades sediadas no Centro Histórico, como o nosso instituto, com ações que beneficiam as pessoas, mas também nossos museus e espaços, desde o Passeio Público e Palácio da Aclamação até o Solar Ferrão, museus Udo e Tempostal, os largos Tereza Batista, Pedro Archanjo, Quincas e Jubiabá”, afirma o diretor do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), João Carlos de Oliveira. O imóvel ocupado pela PM é cedido pelo instituto.

Uma ação da PM que está sensibilizando os frequentadores do CHS é a campanha do ‘Projeto Faça uma Criança Feliz’, que arrecada alimentos não-perecíveis para a Instituto Beneficente Conceição Macedo (IBCM), que cuida de crianças com HIV. “É uma satisfação para a PM. Por conseguir momentos de alegria e felicidade para essas crianças que necessitam de atenção e

amparo da sociedade”, diz o tenente-coronel Marcos Lemos,

comandante do 18º Batalhão.

A casa ocupada pela IBCM, na Rua do Bispo, foi emprestada pelo Ipac. A campanha começou no dia 11, quando a rua foi interditada com cadeiras e mesinhas decoradas para que essas crianças tivessem uma festa.

“Com isso, reafirmamos que a PM não está pautada somente na

ação repressiva, mas na preventiva e social.

Não tem preço ver o sorriso de cada uma dessas crianças.

Estamos fazendo a nossa parte no CHS,” comemora o

comandante Lemos.

A capitã Eva Barbosa, coordenadora da iniciativa, lembra que “a

campanha vai até 15 de dezembro, e a entrega é feita durante 24

horas, na sede do 18º Batalhão, que fica próximo ao 19º Posto de

Saúde”. Cerca de 60 crianças são atendidas no IBCM. “Sou grata

ao Ipac e à Polícia Militar pela campanha para nossas crianças”,

relata a fundadora da instituição, Maria Conceição Macedo.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta