Empresário Christiano Rangel é preso por descumprir medida protetiva de ex-namorada

Empresário Christiano Rangel é preso por descumprir medida protetiva de ex-namorada

388
0
Rangel
Rangel

Empresário Christiano Rangel é preso por descumprir medida protetiva de ex-namorada

Rangel estava almoçando no Salvador Shopping quando foi preso e levado para a Delegacia de Atendimento à Mulher.

O empresário baiano Christiano Mascarenhas Rangel foi preso no início da tarde desta quarta-feira (3).

Rangel foi condenado a cumprir pena em regime aberto por ter agredido a ex-namorada, a amazona baiana Aida Nunes, em janeiro de 2013.

De acordo com o advogado de Aida, Rosberg Crozara, a prisão foi feita porque Christiano Rangel descumpriu uma medida protetiva que o impedia de se aproximar de Aida.

“Ele descumpriu uma medida protetiva deferida pela Vara de

Violência Doméstica e, em razão desse descumprimento, a justiça

entendeu pela decretação da prisão preventiva dele”, explica

Crozara.

Ainda segundo o advogado, Rangel permaneceu no exterior até recentemente e quando voltou ao Brasil, no início de abril, tentou se aproximar de Aida.

“Um dos primeiros atos dele quando voltou foi procurar ela

novamente e, por isso, houve esse descumprimento”, completa o

advogado.

Segundo ele, a prisão preventiva não tem prazo de validade e cabe à justiça decidir de acordo com a continuidade ou não da situação de vulnerabilidade da vítima do crime.

A Prisão

Após a prisão, no Restaurante 33, do Salvador Shopping. De lá, o empresário foi levado para a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas, onde foi feita a queixa, e deverá ser levado para a Cadeia Pública de Salvador.

Rangel

O advogado de Christiano Rangel, Fabiano Pimentel, disse considerar a prisão ilegal e que vai entrar com um pedido de habeas corpus nesta quinta-feira (4) pela manhã.

“A juíza não tem mais jurisdição porque o processo está em fase

de julgamento de recurso e que cabe ao Tribunal de Justiça. Além

disso, ele foi condenado em regime aberto. Ele não cometeu

nenhum fato que pudesse ensejar um novo decreto de prisão”,

disse.

O advogado do empresário negou que ele será levado para a Cadeia Pública e disse que Christiano deverá permanecer na Deam.

Christiano cumpria pena por agressão em regime aberto desde

setembro do ano passado.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta