Calendário de janeiro com festas de tradição religiosa

Calendário de janeiro com festas de tradição religiosa

19
0

Calendário de eventos tem continuidade em janeiro com festas de tradição religiosa.

O calendário de eventos de Salvador tem continuidade no mês de janeiro com mais quatro celebrações que trazem a tradição religiosa do povo soteropolitano, sem tirar o pé do rito profano.
Em conjunto com os atrativos naturais e arquitetônicos da capital
baiana, a temporada – que tem como carro-chefe o Carnaval –
deve atrair 2,5 milhões de turistas para a cidade durante a
estação mais quente do ano, segundo a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult).
A estimativa da Prefeitura é que este público seja responsável pela injeção de até R$ 3,9 bilhões na economia soteropolitana apenas no primeiro trimestre de 2018.
A expectativa de ocupação hoteleira média no primeiro bimestre de 2018 é de 70%, chegando a 100% na festa de Momo.
Do total de visitantes esperados para o Verão 2018, 85% corresponde à demanda interna e os 15% restantes serão preenchidos pela chegada de estrangeiros.
Durante os eventos, a Prefeitura oferece um leque de serviços para garantir o desenrolar tranquilo de cada celebração, levando ações de ordenamento de trânsito e comércio, segurança, mobilidade, saúde e apoio operacional para a organização dos festejos.
Folia de Reis, Reisado ou Festa de Santos Reis, a lembrança da
chegada dos três reis magos que foram os primeiros a comprovar
a chegada do Messias ocorre tradicionalmente no bairro da
Lapinha, no dia 6 de janeiro. Trazida ao Brasil pelos colonizadores
portugueses, a tradição dos festejos foi mantida ao longo dos
séculos, e ainda guarda algumas de suas características iniciais.
Bonfim – Tida como o maior festejo popular de cunho religioso da capital baiana, a Festa do Bonfim de 2018, que reúne rituais religiosos e tradição popular, tem início na próxima quinta-feira (4), com o início da novena, sendo encerrada, com missa solene e campal, no dia 14 de janeiro.

Já a tradicional Lavagem do Bonfim acontece na quinta-feira anterior ao domingo da festa (11), quando o sincretismo entre as tradições católicas e do candomblé toma conta do espetáculo.

O festejo começa em frente à Igreja da Conceição da Praia onde os fiéis começam uma caminhada de oito quilômetros até a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim.
Típico festejo popular da capital baiana, a “Segunda-feira Gorda
da Ribeira” é realizada na primeira segunda-feira após a Lavagem
do Bonfim, e dá continuidade ao ciclo de eventos populares.
Segundo historiadores, o evento foi criado por romeiros que
participavam da Lavagem do Senhor do Bonfim. No final dos
festejos, os participantes da lavagem perambulavam pelos bairros
vizinhos e estendiam a festa profana até a segunda-feira.
Manifestação de origem católica portuguesa, a Festa de São
Lázaro ocorre no bairro da Federação, no dia 28 de janeiro, onde
é realizada uma missa, tríduo e procissão em louvor ao santo.
É forte também a participação do candomblé, que homenageia
Omolu com lavagem da escadaria da igreja de São Lázaro, velas e banho de pipoca.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta