Exposição leva oficinas de reciclagem para o shopping Center Lapa

Exposição leva oficinas de reciclagem para o shopping Center Lapa

139
0
oficinas

Quem passeia pelo 1° piso do Shopping Center Lapa já encontra um espaço dedicado a exposições e oficinas voltadas para reciclagem de resíduos orgânicos e sólidos.

A iniciativa, promovida pela Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb), teve início nesta quarta-feira (20) em celebração ao Dia da Árvore, comemorado nesta quinta (21). A atividade segue até sexta (22), sempre nos horários de 9h às 20h. A entrada para a mostra é gratuita e permite aos visitantes participarem de oficinas de compostagem, por exemplo. O processo transforma resíduos orgânicos e secos em adubo humificado, pronto para dar às plantas cultivadas no quintal ou em casa mais nutrientes.

“A compostagem pode ser feita numa composteira pequena ou a céu aberto. A pessoa pode aproveitar restos de legumes, verduras, grama, frutas, e agregar material seco, como pó de serra, maravalha, terra ou então folha ou galho de árvore triturado”, explicou o técnico em agropecuária Raimundo Veloso. Ele ressaltou que a homogeneização dessas substâncias forma um adubo de qualidade, que pode ser usado em qualquer tipo de planta, desde as hortaliças, frutíferas, ornamentais até as silvestres. “Não há contra-indicação. É um ótimo condicionador de solo”, frisou. Além da parte teórica, os ouvintes puderam levar para casa mudas de plantas ornamentais, sementes e saquinho de adubo orgânico.

Na oficina de reciclagem, os participantes puderam confeccionar objetos e enfeites de decoração com filtros de café, jornais e revistas.

A auxiliar de enfermagem Yukari Kamei, 43 anos, aproveitou para exibir seu talento no artesanato. Descendente de japoneses, ela confeccionou um tsuru de origami – ave sagrada do país asiático, usado em ornamentos de hospitais e na festa do Ano Novo. “Achei tudo muito lindo isso aqui, os bancos feitos com pneus, a decoupage com papel…vários itens interessantes. Seria ótimo se acontecesse por mais dias”, avaliou. Yukari aproveitou para levar o seu filho Mateus Silva, de 8 anos, para participar da oficina de desenho.

A programação da exposição ainda contou com orientações sobre o descarte de resíduos secos (metal, vidro, papel e plástico) nos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), disponibilizados pela Prefeitura em toda a Salvador. O público também teve acesso a informativos sobre Ecopontos, horários de coleta nos bairros e brindes como higiene-car (lixeirinha para carro).
A dentista Luíza Cunha, 54 anos, ficou encantada com tudo que viu na exposição e aproveitou para tirar fotos dos itens feitos commateriais recicláveis, entre eles, uma adega e um vaso de plantas

feito com rolos de papel.

“Quem bom que vim para cá hoje. Achei show tudo o que vi. Estou tentando implantar coleta seletiva no prédio onde eu moro, no Horto Florestal, junto com mais duas vizinhas. Vou mandar fotos pra elas e convidá-las para vir”, disse.

O presidente da Limpurb, Kaio Moraes, marcou presença na

estreia da exposição e salientou que o propósito da ação foi criar

um espaço agradável para que as pessoas recebam orientações

sobre como devem ser tratados os resíduos gerados no dia a dia.

“A ideia é conscientizar e sensibilizar. São boas práticas capazes

de manter a cidade mais limpa e preservar o verde. É uma forma

presencial que a população tem de vivenciar o tratamento correto

que a gente tem que dar aos descartes gerados, pois muita coisa,

que poderia ser reaproveitada, é jogada fora”, esclareceu Moraes.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta