Folião morre e outro fica ferido durante passagem da La Fúria na...

Folião morre e outro fica ferido durante passagem da La Fúria na Barra-Ondina

495
0
Vítimas
Vítimas

Vítimas foram atingidas por objetos perfuro-cortantes

Adolescente foi apreendido e disse que morte envolveu briga entre facções criminosas. As vítimas, um homem morreu e outro ficou ferido após serem feridos por objetos perfuro-cortantes na madrugada desta segunda-feira (27), no bairro de Ondina, final do circuito Dodô, durante o Carnaval.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), as vítimas foram identificadas como Jaílton dos Santos, 34 anos, que não resistiu aos ferimentos, e Tarcísio Mendes Lima, 33, que encontra-se internado.

Os dois casos ocorreram durante a passagem do bloco Projeto Especial Broder, puxado pela banda La Fúria.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido em flagrante, suspeito de ser o autor do homicídio.

A vítima, que tinha duas passagens por roubo e furto, foi socorrida, mas não resistiu ao ferimento.

Na Delegacia

Ouvido na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), em Brotas, o agressor, que já tinha passagem na unidade por tráfico de drogas, disse que a morte ocorreu em decorrência de rixa entre facções.

Segundo a Polícia, Jaílton foi atingido na região do pescoço. Testemunhas afirmaram que o jovem utilizou um caco de vidro para cometer o crime, o que deve ser confirmado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Próximo dali, Tarcísio Santos de Lima, também foi agredido por um objeto cortante na região do abdômen, socorrido e não corre risco de morte.

Segundo a SSP, na programação oficial, não estava prevista a passagem da banda La Fúria. A apresentação anunciada anteriormente era de Oz Bambaz, outro grupo de pagode.

“Nós continuamos batendo na tecla de (que) o Carnaval não pode

ser conduzido de forma amadora, sem planejamento. Há uma

diferença muito grande entre o perfil dos foliões que seguem uma

banda e outra e a polícia prepara o seu esquema levando em

conta várias situações e esta é uma delas”, afirmou o comandante

de Operações Policiais Militares, coronel Paulo Uzêda, em nota da

SSP.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta