GREVE GERAL: APLB-Sindicato participa de ato em defesa dos trabalhadores

GREVE GERAL: APLB-Sindicato participa de ato em defesa dos trabalhadores

704
0
APLB

APLB – Sindicato participa de ato em defesa dos trabalhadores no Iguatemi.

 
Representantes da APLB-Sindicato participaram do ato no Iguatemi pela manhã (Foto: Thaís Seixas)

Como sempre, a APLB-Sindicato reafirmou seu

caráter de entidade combativa na defesa da

democracia e dos direitos dos trabalhadores e

fortaleceu o movimento convocado pelas centrais sindicais. 

O ato em defesa dos trabalhadores e contra a retirada de direitos começou às 6h, em

frente ao Shopping da Bahia (Iguatemi), onde se concentraram cerca de 3 mil

participantes, que carregavam faixas, cartazes e apitos.

A manifestação contou ainda com um carro de som, de onde os líderes sindicais ecoaram palavras de ordem a favor da democracia e contra o governo ilegítimo de Temer.

Uma das representantes dos trabalhadores foi a diretora da APLB Marilene Betros, que considerou a manifestação vitoriosa. “Trabalhadores de todas as categorias estão aqui, seja do campo ou da cidade, dizendo não à reforma da previdência, não à reforma trabalhista e não a qualquer retrocesso. Hoje nós tivemos uma grande vitória em parar o Brasil mais uma vez, e continuaremos na luta”, enfatizou.

Confira um trecho do ato no Iguatemi:

Entre os trabalhadores da Educação que participaram do ato estava o professor

Waldir Estrela, do Colégio Estadual Anísio Teixeira, que destacou a luta da categoria

contra a proposta do Escola Sem Partido, classificado por ele como a implantação de

um ‘ensino sem criticidade, alienante e até fundamentalista’.

“Depois do golpe à democracia no Brasil, houve uma série de retrocessos, tanto no campo econômico quanto no social. 

Os profissionais da Educação não podem jamais ficar à margem desta discussão.

 

Acho até um mau exemplo para os estudantes que o professor não participe de um

momento como este, esteja nas ruas defendendo os direitos e a luta dos

trabalhadores contra aqueles que querem golpear a democracia e entregar as nossas riquezas”, sinalizou o professor.

Waldir Estrela convoca os professores a participarem dos atos em defesa da democracia (Foto: Thaís Seixas)

Ainda nesta sexta-feira, às 15h, outra manifestação vai marcar a programação da Greve Geral. Desta vez, os trabalhadores sairão do Campo Grande, com destino à Praça Municipal de Salvador, conclamando o povo para a luta a favor da democracia.

 

Não às reformas!

Fora Temer!

Diretas Já!

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta