Polêmica do buzú! Mário Cléber rebate declaração de Fábio Mota

Polêmica do buzú! Mário Cléber rebate declaração de Fábio Mota

935
0
Mário Cléber

O diretor do Sindicato dos Rodoviários Metropolitanos, Mário Cléber, rebateu as declarações do secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota

Mário Cléber afirmou que os ônibus metropolitanos “entram todos os dias em Salvador caindo aos pedaços”.

Para o sindicalista, o problema “é a falta de combate ao transporte clandestino”, que “entra em todos os lugares, nas barbas do secretário, que impotente ou desleixado, nada faz. Estranho”, contestou.

“O sistema integra foi vendido a preço de ouro e atualmente não vale um real. O secretário quer que o sistema metropolitano pague esta conta”, afirmou.

“Os veículos que fazem o transporte metropolitano são velhos sim, mas tem operadores de extrema presteza e eficiência. Outro fator importante é que enquanto passa 5 ônibus metropolitanos, só passa um urbano. E o secretário nada faz para mudar este quadro e continua impotente ou displicente”, acusou.

Mário Cléber afirmou ainda que “o vereador Toinho Carolino acertou em cheio nos questionamentos, pois mais de 60% da frota do urbano não foi adquirida nova e sim foi pintada. São os mesmos carros de antigamente em roupagem nova”.

Ele também fez uma comparação entre o transporte de Salvador e da Região Metropolitana.

“Enquanto Salvador tem 2.600 ônibus para 2.675.000 habitantes, a Região Metropolitana tem 1.100 veículos para 809.583 pessoas. Geometricamente, Salvador tem um ônibus para cada 1.028 habitantes, enquanto a RMS tem para 735 habitantes um coletivo. Esses dados são da AGERBA”, finaliza Mário Cléber.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta