Possivél volta de ônibus nessa terça (7) no bairro da Engomadeira

Possivél volta de ônibus nessa terça (7) no bairro da Engomadeira

844
0

Orientação é do Sindicato dos Rodoviários, devido à insegurança do local

Desde sábado (4) sem ônibus, o bairro da Engomadeira deve continuar sem coletivos ao menos até esta terça-feira (7). Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo, a orientação é de que os motoristas e cobradores não se arrisquem, devido à insegurança do local.

Estamos vendo se tem condições de retornar amanhã (7)”, afirmou Fábio Primo. Por enquanto, o final de linha da Engomadeira foi deslocado para o Conjunto ACM.

ônibusA mudança no itinerário aconteceu no sábado (4), após as mortes de Tiago Santos França, 23 anos, e Daniel Santos do Nascimento, 30.

Segundo a Polícia Militar, aconteceu uma troca de tiros entre policiais da Rondesp e traficantes da área.

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informou, através de nota, que ainda não há definição se as empresas serão multadas pela falta de ônibus no local.

“Como a situação não é de descumprimento voluntário e injustificado, a multa não será automática.

A fiscalização está acompanhando a operação e, dentro do bom senso, poderão sim ser lavrados autos de infração”, explica a nota.

Ação truculenta

Os moradores do bairro da Engomadeira questionam a versão da polícia e reclamam da ação truculenta da polícia no bairro.

De acordo com pessoas que moram no local e que preferiram não se identificar, os policiais chegam atirando nas ruas e deixam o clima de medo.

Neste sábado (4), uma troca de tiros entre agentes da Rondesp Central e traficantes da localidade conhecida como Lajinha deixou pelo menos dois mortos. Um menino de sete anos foi atingido de raspão na perna.

Entre as vítimas do confronto está o ajudante de pedreiro Tiago Santos França, 23 anos.

De acordo com testemunhas, ele havia saído de casa minutos antes para comprar pão e, ao descer uma ladeira, encontrou duas das seis viaturas da polícia que circulavam no local.

Tiago chegou a fazer menção de voltar, mas os policiais mandaram

ele parar. Ainda de acordo com os moradores, o rapaz levantou as

mãos e afirmou que trabalhava como ajudante de pedreiro, mas

acabou atingido pelos disparos.

Daniel Santos do Nascimento, 30, também descia a ladeira

quando foi baleado. Os dois chegaram a ser levados pelas

guarnições da Polícia Militar ao Hospital Geral Roberto Santos,

mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta