REDE MUNICIPAL DE SALVADOR: SOBRE O CALENDÁRIO LETIVO 2018

REDE MUNICIPAL DE SALVADOR: SOBRE O CALENDÁRIO LETIVO 2018

538
0
CALENDÁRIO LETIVO
CALENDÁRIO LETIVO

REDE MUNICIPAL DE SALVADOR: SOBRE O CALENDÁRIO LETIVO 2018

A proposta da categoria respeita rigidamente a legislação, assim como dá ênfase a jornada pedagógica, ferramenta fundamental para possibilitar aos profissionais da educação reflexão, análise e discussão dos desafios presentes no contexto escolar, assim como planejar e organizar as ações que serão desenvolvidas nas unidades escolares.

CALENDÁRIO LETIVO
CALENDÁRIO LETIVO

É a atividade extraclasse que os professores, ao estarem reunidos, trocam experiências, e

por meio de debates, apresentam suas projetos para superarem as dificuldades,

criando estratégias para trabalhar em sala de aula.

Enquanto a categoria apresenta a sugestão de três dias para a jornada pedagógica, a SMED indica apenas um dia, visto que no dia 31/01 o evento será dirigido apenas para os gestores.

Os professores e coordenadores pedagógicos deverão estar nas unidades escolares no dia 01/02.

E AS ESCOLAS SITUADAS EM ITAPUÃ?

Faz parte da nossa cultura as festas de largo, a culinária, pois somos o berço das manifestações populares, quando se reúnem

grandes multidões, principalmente no início do ano.

Destaque-se aqui o dia 1º/02, quando ocorre a “Lavagem de Itapuã”, festa tradicional e bastante concorrida.

Preocupa-nos o fato da jornada pedagógica ocorrer nesse dia por vários motivos:

As escolas do entorno, assim como as organizações situadas nas proximidades do circuito da festa terão suas atividades comprometidas;

Ainda que algumas escolas possam ter condição de funcionamento, o acesso para

o entorno do circuito estará obstruído, dificultando o acesso e o retorno dos

trabalhadores que garantiriam o pleno funcionamento no primeiro dia de aula,

fato simbólico, mas profundamente relevante para a comunidade escolar;

Os professores que residem no circuito da festa, também terão dificuldades para o deslocamento para as escolas situadas em outros bairros.

Estas preocupações são necessárias por conta da mobilidade e segurança sempre comprometidas em situações de grande

concentração de pessoas, e isto afetaria alunos, comunidade e toda a equipe escolar.

Assim, a APLB-Sindicato vem tratando com a SMED no sentido de mudar a jornada pedagógica da GRE Itapuã, dada a exposição de motivos supracitada.

A direção da APLB estará reunida com o secretário de educação Bruno Barral, na próxima quinta-feira, 25, a fim de tratar a questão.

Continuaremos mantendo todos informados sobre os encaminhamentos que a APLB vem tomando.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta