Em assembleia, rodoviários decidem entrar em estado de greve

Em assembleia, rodoviários decidem entrar em estado de greve

957
0
rodoviários

Em assembleia, rodoviários decidem entrar em estado de greve

Daniel Mota, do sindicato dos rodoviários, ainda acredita em negociação. Não há data marcada para paralisação.

O Sindicato dos Rodoviários da Bahia decidiu em segunda assembleia nesta quinta-feira (11) entrar em estado de greve – um comunicado deve ser publicado nesta sexta e a paralisação pode começar a qualquer momento a partir de 72h depois dessa publicação.

Apesar disso, segundo Daniel Mota, diretor de imprensa do sindicato, não há uma data definida para a greve. Ele diz ter esperança de uma negociação com sucesso com os patrões.

“A assembleia definiu referendar a decisão matutina de estado de

greve. A gente está na esperança de o Ministério Público do

Trabalho e o Ministério Público do estado tentem mediar esse

conflito, que chegou à exaustão do ponto de vista de negociação

com os empresários”, afirma Daniel. “Não tem uma data para

parar, se formos parar vamos avisar à população, a vocês

(imprensa)”, diz.

O sindicalista afirma que os empresários têm sido intransigentes com algumas medidas.

“Querem extinguir o cobrador no final de semana em algumas linhas, que segundo eles não são movimentadas, querem instalar banco de horas e suprimir algumas folgas no final de semana”, diz.

“A gente considerou inaceitável as mudanças que querem fazer”, finaliza. Além disso, a categoria reivindica aumento real de 5% e tíquete refeição de R$ 20.

Depois da assembleia à tarde, os rodoviários saíram em passeata da sede do sindicato, na Ladeira dos Aflitos, até a Prefeitura de Salvador.

A reportagem não conseguiu contato com a Setps, mas segundo os rodoviários não há no momento nenhuma reunião de negociação marcada.

Comentarios

comentarios

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta